Porque o evelhecimento da população é uma oportunidade a profissionais de saúde

Você está atento à idade das pessoas que atende? Caso ainda não esteja prestando atenção, é melhor começar a prestar. Segundo dados do IBGE a população brasileira passa por um acelerado processo de envelhecimento que, segundo suas projeções, deve apenas se acentuar. Nesse artigo vamos discutir as oportunidades que essa realidade traz aos profissionais de saúde em geral.

Para dar uma melhor dimensão do que estamos falando vejamos os dados que o IBGE nos disponibiliza relativos ao número de pessoas com mais de 60 anos no país:

Chart

O gráfico nos mostra que nos últimos 5 anos ganhamos quase 5 milhões de idosos na população brasileira e que o IBGE projeta um aumento de quase 6 milhões nesse valor para os próximos 5 anos. Esse aumento é tão significativo que, em 2050, praticamente 1 em cada 3 brasileiros terão mais de 60 anos.

E é de olho nessa tendência que grandes grupos, como por exemplo a Prevent Senior e a Brasil Senior Living, vem investindo pesado em serviços de saúde focados nesse segmento da população. A Prevent Senior, empresa criada em 1997, já vem colhendo frutos do seu trabalho, tendo mais que triplicado o número de segurados nos últimos 10 anos, segundo dados da ANS.

E o que isso traz de oportunidades para profissionais de saúde em geral? Há grandes oportunidades para contratação tanto em empresas de saúde focados no atendimento ao idoso, quanto em home care, instituições de longa permanência ou até mesmo de trabalho autônomo. O salário inicial para um enfermeiro trainee na Prevent Senior é de R$3.500 segundo seu portal de vagas. Os requisitos para contratação são variados, de acordo com a natureza da empresa e da função a ser exercida. Para a vaga de enfermeiro trainee citada anteriormente exige-se diploma superior em enfermagem e COREN ativo. Já para uma vaga de cuidador de idosos na Brasil Senior Living exige-se ensino superior completo e o curso de cuidador de idosos.

Em termos de legislação e regulamentação, não há requisitos específicos para o atendimento à idosos no caso dos profissionais de saúde com legislação própria, como é o caso de enfermeiros, técnicos de enfermagem ou fisioterapeutas. Esses, desde que atendendo aos requisitos específicos de sua categoria, estão livres para atuar especificamente no atendimento ao idoso mas é sempre recomendado que passem por atividade de formação que os habilite nas particularidades do atendimento a esse público. Há cursos de formação em formatos variados para atender a todas as necessidades, tanto presenciais quanto online e em formato livre, de pós-graduação ou até mesmo em formato acadêmico de mestrado.

Já no caso dos cuidadores de idosos sem nenhuma formação específica na área de saúde, há proposta de legislação própria regulando o exercício da atividade. Há dois projetos de lei em tramitação no congresso nacional que versam sobre a profissão de cuidador de idosos, porém nenhum deles ainda foi aprovado. O mais avançado deles é o PLC 11/2016, cuja tramitação pode ser acompanhada aqui. Entre outras disposições esse Projeto de Lei estabelece que o cuidador de idosos deve ser maior de 18 anos, ter ensino fundamental completo e curso de formação na área e é vedado administrar medicação que não seja por via oral nem orientada por prescrição de profissional de saúde.

No próximo artigo iremos tratar, ainda dentro do ambito do envelhecimento da população, de como essa mudança no perfil populacional também afeta o perfil epidemiológico e como isso impacta os profissionais de saúde.

 

Caso conheça boas oportunidades nessa área, não deixe de compartilhar com a comunidade nos comentários!!

0 Comentários

Deixe seu comentário